<!–:pt–>AMOR E RESTOS HUMANOS, 2002.<!–:–><!–:en–>AMOR E RESTOS HUMANOS, 2002.<!–:–><!–:es–>AMOR E RESTOS HUMANOS, 2002.<!–:–>

Amor e Restos Humanos apresenta questões controversas da contemporaneidade: a busca da realização amorosa, a homossexualidade, as drogas, a Aids, a solidão, a crueldade da vida nos grandes centros urbanos.
O mundo paradoxalmente sórdido e divertido criado pelo canadense Brad Fraser foi uma grande oportunidade para companhia abandonar os teatros convencionais, construir um espaço cênico próprio para o espetáculo e experimentar uma nova relação entre palco e platéia, deslocando-os de seus lugares tradicionais.

Ficha Artística:
Autor. Brad Fraser
Direção. Carlos Gradim
Cenário Figurino. André Cortez
Iluminação. Telma Fernandes
Trilha Sonora. Fábio Trummer
Elenco. Cynthia Paulino, Docimar Moreira, João Lima, Rodrigo Capanema, Leonardo Bertholini, Letícia Castilho, Samira Ávila, Rafael Neumayr, Rodrigo Melgaço.
Prêmios:
SESC SATED – 2002
Melhor Direção
Melhor Iluminação
Melhor Atriz Coadjuvante
AMPARC Bonsucesso – 2002
Melhor Cenário
Melhor Ator e Atriz Coadjuvante
Atriz Revelação
Melhor Iluminação



OBRAS NA FACHADA, 2004.
AZUL COMO UMA LARANJA, 2009.
NOTURNO, 2003.
URRA! 2015